Yubertson Miranda
Por Yubertson MirandaLeia em 2 min.04/08/2014 

Combinação da Numerologia do casal

Números revelam desafios e potenciais da sua relação amorosa

A Numerologia pode revelar a combinação amorosa entre você e seu par, em termos de desafios, gostos e qualidades. Por meio do Mapa Numerológico de cada um que forma a parceria, é possível descobrir uma riqueza de detalhes em relação aos envolvidos, como a maneira que o casal interage e o que predomina no relacionamento amoroso.

Essas informações são descobertas por meio da soma das posições numéricas no Mapa Numerológico, de cada pessoa envolvida na relação amorosa. Entretanto, os posicionamentos mais evidentes e perceptíveis na vida do casal são os Números de Motivação (relativos à soma das vogais do nome completo de nascimento), Números de Impressão (soma das consoantes do nome completo de nascimento) e Números de Expressão (soma das vogais e consoantes do nome completo de nascimento).

Por exemplo: se você tem Número de Motivação 9 e a pessoa parceira Número de Motivação 5, basta somar 9 + 5 = 14. Depois disso, some novamente os algarismos que compõem o 14, a fim de chegar ao número reduzido: 1+4 = 5. O Número de Motivação do casal é o 5. Depois, faça separadamente a mesma conta com os Números de Impressão e de Expressão de você e seu par.

Vale reforçar que cada número tem suas características, sendo mais objetivamente direcionadas para os significados da posição em que se encontram. Todavia, é possível oferecer um conteúdo útil que ajudará os casais, simplesmente revelando o que cada resultado tende a representar na vida a dois.

Então, descubra gratuitamente aqui os Números de Motivação, Impressão e Expressão no seu Mapa Numerológico e no da cara-metade. Depois disso, basta fazer as somas e ler abaixo o significado de cada resultado.

Casal representado pelo Número 1

Pontos fortes: esse par tem a disposição de viver uma vida dinâmica, repleta de projetos, novas ideias e novidades. Afinal, precisa de constantes renovações para a relação ser estimulante e prazerosa para ambos. Detestam a rotina ou a falta de planos futuros. Daí a inquietude que conduz esse casal a muitas vezes tomar decisões ousadas que podem trazer uma mudança definitiva na vida a dois (tal como mudar para um outro estado ou país, a fim de iniciar a vida ali). Há um quê de forte originalidade ou excentricidade nesta relação, tal como o casal ser primo de primeiro grau ou formar uma união não convencional.

Pontos desafiadores: um lado competitivo tende a existir entre os parceiros. O ideal é um incentivar o outro a se desenvolver, ter sua autonomia na relação e exercitar sua individualidade. Porém, o risco é de um querer ser superior ao outro, impor suas vontades ou ser considerado a pessoa mais criativa, brilhante e especial do par que formam. Ou mesmo travarem constantes e agressivos embates de poder, usando de forma ditatorial a sua autoridade. Esse casal também precisa ficar atento para não tomar decisões precipitadas e impulsivas, tais como gastando imprudentemente e entrando em dívidas desnecessárias. Além disso, podem formar um par bem polêmico, no sentido de gostarem de chocar e “esfregar” certas conquistas na cara de amigos e familiares – que tendem a ser percebidos como adversários, competidores ou repressores.

Casal simbolizado pelo Número 2

Pontos fortes: o companheirismo repleto de carinho e afeto é um dos mais belos potenciais desse casal. Os parceiros têm a força de se apoiarem mutuamente, um oferecendo colo, proteção e compreensão ao outro. Essa união é marcada pela habilidade de escutar o outro, entender seus pontos de vista e tomar decisões em conjunto. Esse casal busca fazer acordos constantemente, principalmente porque pode apresentar perspectivas individuais bem diferentes para aquilo que precisa escolher e vivenciar enquanto dupla. Através dessa capacidade de cada qual ceder um pouco ao outro e de forma justa, podem demonstrar uma cumplicidade cativante pelo rico laço de união que estabelecem.

Pontos desafiadores: um dos maiores desafios que esse casal precisa superar é o perigo de um dos parceiros (ou ambos) guardar bastante ressentimento e ir aceitando passivamente o que o outro determina. Porém, o preço que se paga por essa atitude passiva ou indecisa é o de gerar uma explosão temperamental de raiva, já que as pendências a serem dialogadas e resolvidas são acumuladas. Por evitarem o clima desconfortável de desarmonia em função de certas divergências, fogem do conflito e das conversas conciliadoras. Daí, quando tudo vem à tona, a briga pode ser tão feia que acaba gerando um rompimento ou mesmo a separação definitiva. Outro perigo é o laço de dependência que esse casal pode construir. Cada parte da relação tende a se focar muito mais no “nós” do que no “eu”. Assim, cada qual anula a sua individualidade. O risco é de a relação ficar muito voltada para a união e soterrar os projetos pessoais de cada um em função desse vínculo simbiótico que não dá espaço para a individualidade, já que apenas os projetos conjugais ganham importância.

Casal simbolizado pelo Número 3

Pontos fortes: este é um casal que pode gostar de se divertir de forma romântica e alegre. Desde a sair bastante para dançar, ir ao cinema e teatro, bem como se reunindo com amigos e colegas numa vida social bastante ativa. O prazer é algo muito valorizado por esse par, que ama viver a união conjugal desfrutando-a ao máximo, inclusive sexualmente. A amizade e a constante troca de ideias, conversando bastante e regularmente, são também muito importantes para eles.

Pontos desafiadores: um dos maiores desafios deste casal diz respeito a valorizar demais uma convivência marcada essencialmente pelo prazer e diversão. E isso tende a levar este par a não saber lidar com as fases de mais deveres e pouco lazer, quando a pessoa parceira está trabalhando bastante em função de uma carga acentuada de trabalho, por exemplo. Eles podem achar que o amor acabou por conta de uma época de mais compromissos profissionais. O ciúme também tende a atrapalhar bastante, pois o Número 3 representa uma dose intensa de atenção, elogios e romantismo. Quando isso diminui, as paranoias quanto a não estar sendo devidamente apreciado pelo outro podem interferir. E o lado crítico e verbalmente agressivo dessa simbologia entrar em ação, criando uma atmosfera de palavras ásperas e ferinas que machucam o ser amado.

Casal simbolizado pelo 4

Pontos fortes: é um casal que pode construir um nível de estabilidade material bem satisfatória, especialmente pelo comprometimento dos parceiros de serem bem organizados financeiramente. Essas pessoas planejam suas metas e organizam o cumprimento gradual de cada tarefa dentro do processo de concretizarem seus sonhos de ter segurança. Além disso, é bem provável que este casal trabalhe junto, na mesma área ou sejam sócios, de modo a se unirem ainda mais no rumo dos objetivos profissionais e financeiros que ambicionam atingir.

Pontos desafiadores: esse par pode exagerar no trabalho e numa carga considerável de deveres – profissionais e familiares – a serem cumpridos. E a rotina milimetricamente calculada, junto com os exigentes compromissos que eles estabelecem para si, prejudicam o tempo de lazer, romance e prazer do casal. Claro que uma concentração rígida nos assuntos materiais, tal como ambos os parceiros serem excessivamente econômicos, também pode tornar a convivência marcada pela seriedade e pouco humor, descontração e leveza. Outra tendência é a de analisarem demais as situações e terem opiniões muito contundentes, levando-os a discordarem frequentemente um do outro. E até mesmo terem dificuldade de tomar certas decisões, afinal, pensar demais imobiliza a ação.

Casal simbolizado pelo 5

Pontos fortes: eis um casal que possivelmente amar viajar, fazer cursos e se interessar por outra cultura. O gosto dos parceiros que formam esse par é o de constantemente buscar novidades e novas experiências, principalmente em termos de estudo. Essas pessoas tendem a ampliar suas percepções e ter muito estímulo mental no relacionamento. Tanto que podem aprender e ensinar um ao outro, em diálogos bem excitantes nos quais evidenciem esse intercâmbio intelectual. Esses parceiros também possuem química e uma forte atração, gerando o interesse de desfrutar o sexo e outras fontes sensoriais prazerosas (tal como comer ou beber juntos).

Pontos desafiadores: atitudes impensadas, movidas pela impulsividade de logo querer experimentar novidades e mudanças, podem representar um perigo a esse casal. Porque podem tomar decisões precipitadas com consequências nada agradáveis, como tirar dinheiro da poupança para se matricularem em mais de um curso ou se endividarem para viajar e sair da rotina. Ao mesmo tempo, existe o risco de irem para o outro extremo: serem muito apegados a determinada segurança e se acomodarem em certas situações. Aí entra em cena o lado súbito do Número 5, que gera crises para criar oportunidades de crescimento e expansão. É um casal, portanto, que pode passar por intensas revoluções transformadoras de tempos em tempos – as quais demandarão um constante jogo de cintura para se adaptarem aos novos cenários conjugais e familiares que se envolvem.

Casal representado pelo número 6

Pontos fortes: eis um casal que pode valorizar bastante estar junto com a família (tanto da pessoa parceira quanto a sua). Além, claro, de construir o seu próprio núcleo familiar, com filhos ou mesmo muitos animais de estimação. A vida social também é muito importante para esse par, como a convivência com amigos e colegas, a participação em algum grupo ou instituição, ou a atuação na política ou na criação de um grupo de apoio. Afinal, os parceiros que formam o casal simbolizado pelo Número 6 tendem a sentir muito prazer em serem úteis e prestativos, não somente aos conhecidos e familiares, mas à comunidade. Essas pessoas também têm o potencial de formar uma união marcada pelo romantismo, arte e amizade.

Pontos desafiadores: um dos maiores problemas na relação desse casal é o idealismo. Há tendência de um idealizar em excesso o outro, considerando-o muito perfeito na época do namoro e do início do casamento. Todavia, com a convivência diária, essas irrealistas expectativas poderão desencadear uma forte decepção. E essa frustração acaba gerando o extremo oposto da simbologia, quando um foca quase que exclusivamente nos defeitos do outro. Isso pode dar espaço para implicâncias excessivas, nas quais um critica, cobra e exige um comportamento que a pessoa parceira não consegue ter. Ou simplesmente deixa minguar o romantismo, acomodando-se num vínculo de amizade apenas. Além disso, uma excessiva valorização das amizades pode fazer com que esse casal tenha uma vida que não é tanto a dois, mas a quatro, seis, oito, enfim, de grupos (família) e turmas. Nesse caso, o casal não possui a necessária intimidade e os prazerosos programas a dois.

Casal simbolizado pelo 7

Pontos fortes: o nível de cumplicidade e intimidade que esse casal tem como potencial para construir é algo muito lindo e inspirador. Pois eles vão se conhecendo cada vez mais com o passar do tempo, mostrando suas vulnerabilidades e seus medos ao confiar na pessoa parceira. Profundamente comprometidos em superar limitações e adquirir sabedoria, gostam de aprender, estudar, fazer cursos e até mesmo compartilhar crenças espirituais. Essa sintonia mental ou emocional ajuda este par simbolizado pelo Número 7 a estreitar o laço de abertura ao outro, pois cada um aprende muito com a pessoa parceira. Também tendem a gostar de uma vida confortável, com classe, requinte e muita qualidade. Tanto que alguns casais representados por essa simbologia são muito apreciadores de práticas naturalistas, tais como cuidar do corpo por meio de uma alimentação bem equilibrada. Como o 7 é um dos números associados a viagens (tal como o 5 e o 9), é provável que o casal ame viajar.

Pontos desafiadores: um dos maiores desafios deste casal é o nível de desconfiança que um pode ter em relação ao outro. E o medo de uma das partes ser traída, incompreendida ou mesmo abandonada pode desencadear a reação de se armar defensivamente. Com isso, tendem a erguer um muro de distanciamento emocional e até mesmo sexual em relação ao ser amado. Nesse caso, podem viver um vínculo superficial ou formal, de aparências, no qual a intimidade foi temida e evitada. Outro perigo é esse par se envolver em embates intelectuais ou mesmo religiosos, com um desrespeitando o saber, os conhecimentos e as crenças do outro. Em outras palavras, cada qual quer ser o “dono da verdade” e levar o outro para o caminho que acredita ser “correto”.

Casal simbolizado pelo Número 8

Pontos fortes: este é um casal bastante preocupado com questões financeiras e profissionais. Podem ambicionar serem respeitados, bem vistos pelos familiares e pela sociedade em geral. E isso inclui querer essa aprovação por meio de conquistas materiais, tendo bastante dinheiro, bens e “status”. Os parceiros têm condições de, juntos, serem excelentes organizadores. Planejam metas e se determinam a pôr os pés no chão para realizar cada etapa no rumo desses objetivos que lhes proporcionarão o que tanto amam: segurança e estabilidade.

Pontos desafiadores: esse casal tende a se tornar muito materialista e deixar o prazer de lado. Podem renunciar ao lazer, a fim de obstinadamente trabalharem bastante e acumularem muito dinheiro para ser bem-sucedidos. Isso pode levá-los a serem exageradamente econômicos, raramente gastando seus rendimentos e economias. Por outro lado, podem viver o extremo oposto do 8: se envolvem em dívidas para ter muitos bens e objetos que são sinônimos de “status” e sucesso. Outro risco que esse casal precisa ficar atento é o de entrar em disputas de poder, seja entre eles (com um querendo mandar no outro de forma ditatorial) ou com outras pessoas e instituições (tais como em problemas na justiça, de herança, de contratos de aluguel, etc.).

Casal simbolizado pelo Número 9

Pontos fortes: esse casal pode compartilhar das mesmas crenças espirituais ou simplesmente ter uma compreensão inspiradora sobre a escolha e a vivência da fé da pessoa parceira. Também podem gostar de ser um casal que ajuda muita gente, desde familiares e amigos, até instituições de caridade, ou informalmente no dia a dia. Porque esse par tem o talento de ser prestativo e se doar em prol dos outros, além de poder ser um exemplo de convivência e amor que inspira outros casais. E como o 9 é outra simbologia associada a viagens (tal como o 5 e o 7), esse casal pode viajar bastante, incluindo aí viagens ao exterior.

Pontos desafiadores: um dos pontos mais difíceis a ser superado por esse casal diz respeito ao perigo de ter uma vida conjugal pouco frequente, uma vez que constantemente os parceiros podem estar envolvidos com filhos, famílias ou grupos – sendo constantemente chamados a se sacrificarem para ajudar tais pessoas. Muitas vezes, precisam aprender a colocar limites nessas solicitações para poder viver o que o Número 9 tanto ama: um romantismo apaixonado, marcado por belas viagens, e também por frequentar cursos/palestras e eventos artísticos (cinema, teatro, música, etc.). Outro desafio é a necessidade de passarem por eventuais perdas ou fins de ciclos de forma regular, a fim de estarem constantemente envolvidos em renascerem enquanto casal ao abandonar hábitos prejudiciais à vida a dois. Por exemplo, há casais simbolizados pelo 9 em que um dos parceiros se sacrifica demais em prol do outro, possivelmente para ajudá-lo a superar algum vício (tal como o excesso de bebida ou de comida). Ter a consciência dessas fases de reciclagem e de superação de certos exageros ajuda esse casal a ressurgir mais forte e unido.

Yubertson Miranda

Yubertson Miranda

Yubertson Miranda é numerólogo, astrólogo e tarólogo e é graduado em Filosofia. Ama encontrar significado nos eventos do dia a dia. É autor das análises numerológicas do Personare.